No Centro, para além de adquirir o bilhete que lhe permite o ingresso no Jardim do Paço, o visitante pode conhecer a história do espaço patrimonial mais emblemático da cidade, observar peças originais que já fizeram parte do Jardim - encontradas durante as diversas investigações e obras de beneficiação que têm sido realizadas - ou adquirir alguma das diferentes obras publicadas sobre o Jardim. Com a recuperação deste edifício, onde funcionou o Museu Académico, foi possível tornar integralmente visível os arcos que suportam o Passadiço, elemento arquitetónico que desde sempre assegurou a ligação física direta entre o Jardim do Paço e as Hortas Ajardinadas, atual Parque da Cidade. Era por este Passadiço, originalmente coberto - como documentam algumas ilustrações e imagens publicadas em livro - que o Bispo transitava entre os dois espaços, protegido dos olhares do povo.